quarta-feira, 4 de novembro de 2015

"Não gosto de fulano!"

                    Nunca fui uma das pessoas mais queridas do meu círculo social, na verdade sempre estive bem longe disso. Não sei se é o fato de eu não interessar pelas mesmas coisas que a maioria se interessa ou se é só por eu ser um velho chato no auge de seus 19 anos. (Estou numa fase horrível pra escrever, as coisas quase não fluem quando estou assim, mas ok...)
                    Desde novo, várias foram as festas que não me chamaram, as confraternizações, isso e aquilo e sempre fiquei muito sentido, não sei se eu que sou fraco demais que acabo ficando chateado com tudo ou se realmente não sou bem quisto com a "turminha". A real é que "muitos" dizem por aí que não gostam de mim e se são questionados do porquê ou o que eu fiz à elas respondem: "nada!" Na boa, como você é imbecil. Como você pode odiar alguém que nunca te fez nada? Onde está a lógica disso? (Sei que é esforço demais pra pessoas ignorantes procurarem a lógica de algo, mas tudo bem...)
                    Algumas vezes eu disse alguma coisa bêbado pra alguém e isso bastou pra que eu fosse um otário isso e aquilo. Talvez a raiva tenha vindo de eu ter dito ser rico, bonito e famoso e as pessoas acreditarem, terem vindo puxar meu saco, babar meu ovo etc, sendo que não sou nada disso. Acho que elas ficaram bravas não comigo, mas sim consigo mesmas por terem acreditado e terem feito essas coisas rs.
                    Sei lá, não tô conseguindo desenrolar o texto, não consigo me expressar da forma que quero, mesmo pensando a semanas sobre esse tema. Deve ser porque tive uma das piores (se não a pior) semana da minha vida. Quando eu estiver melhor faço outro post.
                    A veia "bostérica" disso tudo é que se vocês acham que vão me atingir fazendo festinhas e não me chamando... saibam que atingem pra caralho rs! Obrigado se você leu até aqui, um beijo na sua nádega direita e até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário